O Mundo das Ideias Corporativas

Gestao, Marketing, Tecnologia, Web 2.0 e Redes Sociais

EMPRESAS 2.0

Em todas as direções do mundo virtual para onde olhemos, ultimamente, enxergamos os números 2.0. Outrora designados para determinar o volume dos cilindros e conseqüente potencia dos automóveis, esse número (ou versão) chegou ao mundo virtual. Falam em Marketing 2.0, em alguns blogs já aparecem pastas com conteúdos exclusivos sobre Gestão 2.0, o pessoal entendido discute a tecnologia da internet 2.0. Esmiuçando um pouco mais, acreditem, já vi em uma livraria famosa um livro falando sobre o “vendedor 3.0”. Pois é, tudo leva a crer que quem é 1.0 está atrasado, ficou para trás.

Mas afinal o que vem a ser o conceito de 2.0?

Depende de por qual caminho você queira tratá-lo. Podemos tratar o conceito pelo lado da tecnologia, do hardware. Podemos também abordá-lo como um conceito de idéias. Uma terceira possibilidade de explorarmos o tema é a aplicação dessas idéias na gestão das empresas.

Sei que vai parecer que estou parafraseando certo presidente, mas qualquer semelhança é mera coincidência. Nunca antes na história da humanidade o homem teve também poder para propagar suas idéias e ser ouvido, quanto agora. Basta um computador, acesso a internet, um site ou blog para se expor grandes idéias. Sabemos que é da natureza dos homens aproximarem-se daqueles que lhe sejam mais atrativos em idéias, objetivos, opiniões e demais afinidades.

A internet computa hoje um número absurdo e crescente de websites e blogs. Já ultrapassou a casa do bilhão tem tempo. Em breve a internet chegará até os lares brasileiros pela energia elétrica. Nem é preciso dizer que em outros países isso já acontece faz tempo. Não daqui a muito tempo, quando a possibilidade de acesso atingir maiores percentuais da população mundial, a quantidade desses objetos de internet atingirá o gógol*, a quantidade numérica que nomeia o site mais acessado em toda internet. Ora, e quando essas minhas palavras se concretizarem, como a tecnologia suportará o colossal volume de informações que trafegará na internet?

A INTERNET 2.0

É aí que entra a internet 2.0. Uma nova tecnologia será necessária. Servidores de website, emails e blogs terão de trabalhar com capacidades de armazenamento ainda maiores. Os meios físicos de conexão entre backbones terão de ser mais velozes e capazes de transportar maiores volumes de informação. Supercomputadores terão de ajudar no processamento desse tráfego todo. Computadores quânticos, fibra ótica, novas engenharias, novos algoritmos, novas siglas; tudo isso será comum e necessário para fazer essa nova internet funcionar.

Toda essa nova tecnologia em hardware demandará novos profissionais: novos analistas, novos engenheiros, novos técnicos, Quando digo “novo” entenda-me “atualizado com as novas tecnologias”. Mais do que isso, demandará um novo pensamento para ordenar esse caótico tráfego.

Grandes universidades sempre estão um passo a frente na troca de informações e tecnologias do que a internet comercial que usamos. Nelas estão os berçários de novas tecnologias. Quando dão o passo seguinte numa nova empreitada tecnológica, eis que a internet comercial passa a se adaptar ao rastro tecnológico deixado pelos grandes centros de estudos. Universidades brasileiras também participam disso.

IDEIAS 2.0

As idéias ditas 2.0 são as idéias que conseguem sobreviver num ambiente deveras dinâmico desse caótico tráfego de informações. Imagine-se no centro de um tráfego intenso e caótico de idéias, propagando as suas e buscando atenção. Crês que conseguirá? Também acredito que não. Infelizmente você será somente mais uma voz no meio de tantas outras buscando pela atenção. Consegue se recordar dos antigos pregões de bolsa de valores, com aqueles corretores gritando loucamente para todos os demais tentando vender e comprar papéis? Pois é, naquele caos eles conseguiam se entender entre si, pois desenvolveram uma linguagem própria através de sinais.

E quais sinais devem ter minhas idéias 2.0?

Eis a beleza do mundo 2.0: as idéias que fazem com que um maior número de pessoas no meio do tráfego caótico pare para escutar são aquelas que trazem INOVAÇÃO. Este é o conceito-chave do mundo 2.0! Rompe-se aqui com o passado, quebra-se o paradigma do conservador. O mundo diz: queremos o novo. E como nunca antes, a tecnologia proporciona o ambiente ideal para idéias inovadoras e criativas.

web20

Sites de relacionamento, Twitter, Blogs, Microblogs, Youtube, Fóruns de discussão. Comunidades, pessoas cada vez mais unidas por idéias, ideais, objetivos e opiniões em comum postando e lendo mensagens concordantes e discordantes. Blogs, microblogs, Fóruns e Twitter, espaços para idéias serem trocadas, comentadas e seguidas. Youtube, imagens suas e de suas idéias em movimento e com áudio disponível para toda internet conhecer.

Quem sai na frente com todas essas possibilidades de comunicação? Os inovadores.

GESTAO 2.0

Numa de minhas aulas de MBA um professor, certa vez, quando perguntado por um aluno sobre quem seriam os melhores stakeholders para um projeto, não titubeou e respondeu: os clientes! Aquilo chamou-me a atenção para este tema. Obviamente que concordo com meu professor, porém fico imaginando as empresas dentro de seu conservadorismo tendo de se adaptar ao ser humano dos dias atuais: o cliente 2.0.

Empresas que hoje se aventuram a vender seus produtos na internet já entendem melhor o cliente “virtual” do que o cliente de mundo real. Em nada, empresa e clientes, se assemelham à vida real. Não há o papel do vendedor para literalmente pegar o cliente pelo braço e tentar empurrar-lhe as melhores ofertas da loja. Caso o cliente 2.0 não se interesse pelo produto de uma determinada loja, ele está a um simples clique de gastar seu dinheiro com o concorrente. Novas idéias para atrair clientes fazem-se necessárias. Um novo tipo de marketing faz-se necessário.

Não só nas relações de compra e venda uma empresa se relaciona com pessoas no mundo virtual. Há também a possibilidade de ouvir seus funcionários e clientes, através de idéias e sugestões para aprimoramento contínuo de seus produtos e serviços. Basta que a empresa crie e aceite as possibilidades para essa nova forma de relacionamento. Este é o primeiro passo. Isto é inovação em gestão. Mais importante do que inovar é criar uma cultura de inovação. E para que essa cultura de inovação apareça dentro das empresas é preciso criar as condições propícias.

É preciso liberar o fluxo contínuo de troca de idéias dentro das empresas fazendo com que as pessoas sintam-se à vontade para expor suas idéias e opiniões sem restrições e preconceitos. As empresas terão de reconhecer as sociedades virtuais como fontes de aprendizado e potencial solução de problemas;

Há empresas que caminham com passos ainda mais ousados e já permitem a co-criação e desenvolvimento de novos produtos com seus clientes. Através da customização de produtos para clientes, a empresa 2.0 consegue entender melhor sua clientela. Quem sabe com uma maior interação cliente-empresa esta não descubra novas possibilidades, novos nichos outrora não enxergados pela empresa.

Este é o mundo 2.0, o mundo das idéias inovadoras. Estaria sua empresa pronta para entrar nele?

*Gógol é o número 1 seguido de 100 zeros.
Anúncios

14/10/2009 - Posted by | Web 2.0 | , , ,

Ainda sem comentários.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: